O que é gamificação? Desmistificando o conceito

O que é gamificação? Desmistificando o conceito

Você já se perguntou o que é gamificação? Chegou a alguma conclusão?

Então imagine a seguinte situação:

Temos uma empresa com os seguintes problemas:  baixa conversão de clientes, devido a não ativação/utilização de todas as potencialidades da ferramenta.

Para reverter este cenário, tem-se como meta da empresa aumentar o engajamento dos usuários, conduzi-los a executar todas as ativações do sistema e consequentemente convertê-los em clientes pagantes.

Agora ao olharmos para a outra ponta temos: dificuldade em organizar contas pessoais do mês. Esses são as dores do jogador (cliente desta empresa), que tem como meta melhorar a organização de suas finanças pessoais.

Ou seja, percebemos pela análise dos dados, que as metas da empresa e do “jogador” são bem diferentes, mas se as unirmos da forma correta, de maneira lúdica e atrativa temos a resolução do problema de ambos.

Vamos nos aprofundar mais sobre isso no decorrer do texto, mas agora vamos a questão central …

O que é Gamificação?

A palavra gamificação (do inglês gamification) nos remete diretamente a games. Por esta proximidade muitas pessoas acreditam que ela seja um jogo de fato ou uma metodologia que transforma algo em um jogo, como uma ferramenta pronta, porém como vamos ver, a pergunta “o que é gamificação?”, é um conceito muito mais abrangente.

O termo corresponde ao uso de mecanismos ou elementos de jogos orientados ao objetivo de resolver problemas práticos e/ou de despertar engajamento entre um público específico, em um contexto fora de jogos.

Para alguns a gamificação é conhecida também como ludificação, que ao contrário de nos “colocar” em um game, nos remete ao lúdico. Ou seja, nos traz como conceito tornar uma atividade tediosa (planilhas do excel, por exemplo) em algo estimulante e prazeroso.  Isso aumenta o engajamento e é um dos melhores meios para se aumentar a criatividade.

Em resumo, se você for responder a questão: “o que é gamificação?”. É um processo oriundo dos games que aplicado em tarefas cotidianas as tornam mais atrativas e prazerosas.

Contudo, submeter-se a aplicação dessa abordagem não implica na participação do usuário em um game. Mas sim no uso de seus aspectos. Mecanismos, estética e dinâmicas para alcançar os ganhos que geralmente são obtidos em jogos.

Abaixo temos um exemplo de aplicação da abordagem no aplicativo Waze:

o que é gamificação

Na imagem podemos observar o uso de alguns mecanismos de jogos aplicados para aumentar o engajamento dos usuários no app.

Porém apenas o uso destes mecanismos não garantem um engajamento dos usuários. Para você entender um pouco mais, vou falar brevemente sobre as quatro características que todo jogo possui e também devem ser analisadas em um processo de gamificação.

o-que-é-gamificação.1

Meta ou objetivo

É o propósito que os usuários buscam atingir. Ela pode se mostrar de diversas formas como: ganhar de um adversário; ser o 1º do ranking; atingir o maior nível de evolução que o sistema permite; conseguir os melhores itens; completar determinada missão, etc.

Em muitos casos os jogadores (usuários) definem suas próprias metas, independente das impostas no jogo, isso varia de acordo com o perfil de cada um. Ainda assim, tanto em um jogo como em um processo de gamificação, o jogador deve perceber um motivo pelo qual ele está “jogando”. Por exemplo, deixe claro onde ele pode chegar após completar as missões ou subir de níveis.

Em um processo de gamificação para empresas, analisamos o problema e a meta tanto da empresa, quanto à do jogador. Essa meta deve estar relacionada aos problemas que se busca resolver. Por isso mesmo é importante possuir um grande entendimento da empresa e principalmente do jogador.

Lembra da situação lá do início do texto? Ela é aplicada perfeitamente aqui.

DICA: Veja porque a gamificação faz seu User Onboarding mais eficaz! Clique aqui

Regras

Promovem o equilíbrio entre as ações do jogador e a dificuldade ou complexidade do jogo. Exemplo: para ganhar 10% de desconto na compra de determinado produto o jogador deve completar cinco níveis de ativação no sistema.

Sistema de feedback

Seu principal objetivo é informar o jogador quanto ao seu progresso ou qual a sua relação entre seu desempenho e o sistema em uso.

Exemplo: A cada nível que o jogador avança, um progresso em uma barra de status pode ser observada, como no caso do sistema de progressão do Waze.

Participação voluntária

Algo muitas vezes esquecido pelos “gamificadores” é que a participação do jogador deve ser voluntária, ou seja, ele deve estar de acordo com as regras, meta e feedback do sistema. Caso contrário, algo forçado pode desmotivá-lo na execução das ações propostas.

Dica extra

Para você responder com propriedade o que é gamificação, algo muito importante e nem sempre considerado na construção de games ou de um processo de gamificação é a narrativa. Só nos envolvemos de fato com um sistema que possui uma história cativante e um motivo claro para se estar executando as ações. Para isso, narrativas com argumentos consistentes que sejam voltadas ao público a que o sistema se destina são de grande importância.

o-que-é-gamificação

O que é gamificação? – Mitos

É um jogo

Conforme comentado anteriormente, a aplicação da gamificação envolve diversos elementos em um contexto fora dos games. O processo inicia-se pelo estudo do problema a ser resolvido; objetivos do gamificador e do jogador; entendimento sobre o jogador e onde se quer gamificar; seja uma sala de aula ou um software web, além de uma série de outros fatores.

É a simples aplicação dos mecanismos de jogos

A mera aplicação dos elementos de jogos não garante resultados e o engajamento dos usuários. Um estudo deve ser feito para definir qual ou quais elementos melhor resolvem uma determinada dor e como eles estão de acordo com o nível de habilidade dos jogadores.

Para empresas, temos a aplicação interna e externa. Na aplicação interna o uso “atrás das cortinas” é o mais indicado para engajar funcionários na execução de processos internos da empresa. Imagine ser possível fazer uma tarefa tediosa – orçamento para o próximo ano, planejamento estratégico ou revisar os contratos – de uma forma lúdica. Não seria muito mais interessante?

Na externa, os jogadores são os clientes, nesse caso a gamificação é aplicada no produto. É a aplicação na “frente dos palcos”, onde gosto de chamar de transmogrificação que em jogos é utilizada como a mudança estética de um item, porém penso nessa palavra, em gamificação, tanto para uma mudança estética, como para uma mudança de conceito, uma nova forma de entregar este produto, onde busca-se torná-lo mais atrativo. Aumentando o engajamento, a conversão e a retenção de clientes.

Enfim …

A gamificação pode ser utilizada em praticamente qualquer área, porém mesmo uma aplicação muito bem feita não resolverá todos os problemas de engajamento, mas pode ajudar muito.

Uma gamificação bem feita depende de diversos elementos, muitos deles comentados aqui.

Você já usa ou pensa em aplicar a gamificação? Compartilhe suas ideias conosco e vamos juntos responder trabalhar sobre o conceito: o que é gamificação?

Até a próxima!

NPS - Como extrair insights valiosos para ajudar sua empresa

 

Comentários

comments

Próximo Post
Post Anterior
Esse Post Foi Escrito Por

Empreendedor serial especialista em user onboarding e atual CEO da empresa Conpass, empresa especialista em user onboarding e retenção de clientes em software. Busca desenvolver negócios de alto impacto, já teve 4 negócios. Cursou Engenharia de Produção Elétrica na UFSC, tendo curso de Marketing Digital, Empretec, certificação em BPM entre outros.