FUNIL DE RECRUTAMENTO: analisando sua pipeline de candidatos

FUNIL DE RECRUTAMENTO: analisando sua pipeline de candidatos

Você já parou pra pensar o quão bom e econômico é conseguir contratar o profissional certo, na hora certa, para viabilizar o crescimento da sua empresa? Durante o decorrer do ano tivemos grandes aprendizados em relação ao funil de recrutamento e conto um pouco da experiência da Conpass e insights nesse artigo.

Muitas Startups em seu estágios de amadurecimento passam por dificuldades na hora de aumentar o seu time. Isso é consequência de diversos fatores, desde a falta de experiência com recrutamento e seleção até pequenos erros cometidos ao longo do processo.

Imagine a seguinte situação, sua empresa é nova, sua marca ainda não é tão conhecida no mercado de trabalho e os melhores profissionais estão buscando salários muito altos ou empresas com uma garantia maior de estabilidade, e poucos riscos. Acho que você já passou ou passa por isso, não é mesmo? Sim, esse é um cenário muito comum nas empresas que estão começando a decolar.

Por isso que uma boa contratação precisa ser planejada. Recrutar e selecionar os melhores candidatos que tenham fit com sua empresa não são tarefas fáceis, mas querer passar por esse período de forma apressada não é a solução, independente do estágio em que ela se encontra. Tomar decisões certas e endossadas para incorporar pessoas ao seu time é essencial para a futura estabilidade cultural, receita e crescimento da empresa como um todo.

Um recente estudo, da Harvard Business, descobriu que 80% da rotação de colaboradores pode ser atribuída a decisões erradas ao longo de um processo de contratação. Logo é essencial se informar e se munir de ferramentas que facilitem o desenvolvimento, e a análise de todo o processo.

E é por experiência própria que compartilho uma dica que ajudou nós da Conpass a visualizar melhor todo o nosso Processo de Recrutamento e Seleção, o Funil de recrutamento. O que contribuiu à análise e correção de todos os gaps existentes, ajudando na construção de um processo seletivo WOW.

MAS AFINAL O QUE É ESSE FUNIL DE RECRUTAMENTO?

o que é funil de recrutamento

O Funil de recrutamento nada mais é que uma representação gráfica das etapas existentes no seu processo de recrutamento e seleção. Ele foi constituído com base no conceito do Funil de vendas e Marketing, o qual é usado para mapear e analisar por estágios o caminho que um lead passa desde o seu primeiro contato com a empresa, até o fechamento da sua compra.

E pensando em recrutamento, isso não muda muito. O Funil neste caso será usado para analisar e mapear as etapas que um candidato interessado em trabalhar com você passa, desde a sua aplicação à vaga, até o fechamento da mesma, ou seja, quando o candidato aceita sua oferta. Além disso, por meio do funil de recrutamento é possível identificar quantas pessoas estiveram presentes em cada etapa do processo, o que as fez dar vazão em cada etapa, e te preparar para contratações futuras etc

Para ficar mais simples de entender, vamos a um exemplo de uma empresa fictícia:

funil de recrutamento

Perceba que eu considerei o número de visitantes da página de carreiras como a primeira etapa do Funil de recrutamento. Isso faz parte da metodologia de Inbound Marketing, portanto da concepção de um funil, e por isso deve ser analisado também como parte constituinte do seu recrutamento.

Ao olhar o exemplo é possível identificar que para contratar um Inside Sales esta empresa precisou atrair 2000 pessoas para a sua página de contratação (igual a atrair um lead), atingindo os diferentes percentuais de conversão em cada etapa do processo.

Ao usar um funil de recrutamento é possível extrair diferentes informações, como quantos candidatos precisamos ter em cada etapa de um processo para se contratar uma pessoa em um determinado período de tempo. Mas isso eu vou explicando com mais detalhes ao longo do texto.

Você deve estar se perguntando, mas como isso vai me ajudar a otimizar o meu processo de recrutamento e seleção? E é aqui que eu começo a destrinchar esta dica para você!

Antes de tudo, você precisa estar munido de informações para se utilizar deste conceito, tenha acesso a um software de recrutamento, um ATS (Applicant Tracking System), aqueles sistemas que viabilizam a gestão eletrônica do recrutamento de uma empresa, como 99jobs, Recruitee, Kenoby etc. Com essas ferramentas, você consegue saber de forma mais fácil quantas pessoas estão passando por cada etapa do seu processo de recrutamento e quais estão ficando para trás, é o pipeline do seu processo seletivo. Tendo essas informações em mão, monte o seu funil de recrutamento, conforme o exemplo, e veja a taxa de conversão que você está atingindo em cada etapa do seu processo.

É importante ressaltar, que deve ser realizado um funil de recrutamento para cada tipo de cargo, não misture sua variáveis.

ANALISANDO CADA ETAPA DO FUNIL

funil de recrutamento_análise

Cada empresa possui a sua estrutura de recrutamento alinhada ao seus objetivos, por isso, para ficar mais fácil, vou passar com base nas etapas da imagem do Funil algumas dicas de como analisar se o seu funil está funcionando bem. Mas não se preocupe, você conseguirá aplicar a ideia na sua estrutura de recrutamento sem problemas 🙂

#Começando pelo número de visitantes na página de “trabalhe conosco” – Topo do funil

Se o número de acessos na página for o problema, os números estão baixos, então o erro está no caminho de acesso até ela. Será que você está promovendo suas vagas nos canais corretos? Canais que o seu público alvo tende a utilizar? Pense nisso.

Além disso, vale pensar no estágio em que sua empresa se encontra, pense que você está competindo pelo melhor candidato com outras dezenas de empresas, e se sua empresa for nova, ou ainda não tão conhecida como uma boa empresa para se trabalhar, algo precisa ser feito.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Glassdoor, 76% das pessoas que estão em busca de um emprego procuram informações sobre a empresa pela qual ela está interessada. Logo, apenas divulgar as vagas que estão em aberto e esperar que o candidato perfeito apareça, não é o ideal, é preciso trabalhar no branding da sua empresa, mostrando o seu valor, cultura e como esse candidato irá aprender, crescer e ser valorizado pela sua empresa. Ter uma marca de emprego envolvente é um dos primeiros passos para um funil de recrutamento eficiente.

O Linkedin afirmou um um relatório de tendências, que 56% dos entrevistados classificaram a marca da empresa como um fator importante na escolha de uma vaga, destes 61% dos respondentes brasileiros também afirmaram isso.  

Sendo assim, faça seus candidatos te notarem e comunique-se corretamente com eles, assim você irá atrair os profissionais corretos.

Importante! Com o uso de seu ATS, verifique constantemente quais são sua melhores fontes de candidatos. Com esse indicador você consegue identificar onde investir recursos e esforços para atraí-los até sua página.

candidatos_funil de recrutamento#Número de candidatos

Este é número das pessoas que acessaram sua página, gostaram e aplicaram à vaga.

Com o uso do funil de recrutamento é possível analisar o percentual de conversão que sua página está tendo, ou seja, quanto das pessoas que visitam sua página, se candidatam para a sua vaga.

De acordo com o Blog Recruiterbox, se essa taxa de conversão estiver abaixo de 10-15%, temos um problema.

Revise o seu job description, será que a forma como você está se comunicando com a persona que você quer está correta? Pense no perfil do profissional que você procura (Jr, Pleno, Sênior), área, cargo, a leitura está simples e condizente com o perfil? Peça para que alguém do mesmo perfil leia e pergunte se ele consegue identificar o que você busca.

Cuidar do funil de recrutamento é um trabalho efeito cascata, ao fazer o trabalho da marca, tem que  deixar claro a posição de valor que o candidato terá na sua empresa, pense “Por que que um candidato irá querer trabalhar para você?” Quais são os seus diferenciais? Exponha isso!

O profissional moderno quer mais do que um salário justo, ele quer saber se ele se enquadra com o modelo de vida da empresa, quais serão seus benefícios, suas oportunidades de crescimento etc.

Além disso, deixe que o candidato conheça sua história, missão e visão. Tenha fotos, vídeos e se possível, depoimentos de seus colaboradores, todo esse conjunto de ações ajudará você a se posicionar como uma empresa sensacional para se trabalhar. Deixo aqui alguns exemplos para inspirar.
número de candidatos_funil de recrutamento#Triagem de Currículos

O indicador aqui analisado diz respeito ao percentual de conversão de candidatos qualificados, ou seja, do número de candidatos que aplicaram para a vaga, quantos deles estão condizentes com os pré-requisitos exigidos, que serão selecionados para a próxima etapa do processo.

Se o número de conversão estiver muito baixo, mais uma vez vale a pena revisar a descrição do cargo ofertado, para alinhar a comunicação com o seu candidato e verificar se você está deixando claro quais são suas exigências, ou se é você está exigindo demais.

Para obter um percentual médio de conversão, faça mentorias com empresas do seu nicho de mercado, pergunte quais são seus indicadores e dificuldades, com certeza isso te ajudará a ter uma visão melhor sobre a eficiência desta etapa.

Agora chegamos na parte em que começamos a encantar o nosso candidato, criar uma experiência de aprendizado e paixão por sua empresa. Cada etapa a seguir deve ser trabalhada com muito engajamento.

Jéssica Miller-Merrel especialista em recursos humanos e aquisição de talentos,  reconhecida pela Forbes como uma das principais influenciadoras das mídias sociais, diz que uma das grandes chaves do sucesso de qualquer processo seletivos é o recrutador saber criar pontos de engajamentos ao longo do funil de recrutamento, para fazer o candidato se envolver cada vez mais com a empresa, por meio de um ambiente confortável, com atividades desafiadoras e apaixonantes, por isso não esqueça de motivar sempre o seu candidato!

teste inicial_funil de recrutamento
#Teste Inicial

Considerando que a próxima etapa do processo seja um teste para validação de entrega, conhecimento,dedicação, ou qualquer outro pré-requisito que você queira validar, ao utilizar o funil, é possível identificar com clareza quantas pessoas estão passando à próxima etapa, quais estão sendo barradas e o porquê.

Se muitas pessoas estiverem ficando nessa etapa, há algo de errado no seu teste. Análise a qualidade do seu teste. O seu nível de dificuldade está condizente com o perfil exigido? O que é solicitado está claro? O prazo é suficiente? O conteúdo é relacionado à futura área de atuação do profissional? Faça testes, e reformule se necessário.

dinâmica de grupo_funil de recrutamento#Dinâmica de grupo

As Dinâmicas de processo seletivo podem se apresentar de diversas formas, como por exemplo, para validação de fit cultural.

Avaliar a performance de um candidato em uma dinâmica é difícil, por isso tudo que for possível quantificar para mensurar faça!

Seguindo a linha do exemplo, imagine que a dinâmica realizada é para validação de fit cultural, com ações e perguntas chaves que remetem ao valores da empresa. Sendo assim, dê uma nota máxima e mínima para cada exercício, e estipule uma nota média mínima para que o candidato atinja, assim você conseguirá validar com mais facilidade seu desempenho nesta etapa. Caso o candidato atinja a pontuação, ele passa para a próxima etapa, caso contrário, não.

Mas e os indicadores para o Funil de recrutamento? Simples! Se ao chegar nesta etapa os candidatos barrarem, ou você está sendo muito exigente na análise das pontuações, ou as etapas anteriores do seu funil estão comprometidas, ou realmente não era pra ser.

entrevista_funil de recrutamento#Entrevista Individual

Quando chegamos nessa etapa, é comum o recrutador ter um roteiro de perguntas para validação de conhecimento, fit cultural e, claro, para conhecer ainda mais o perfil e história de seu candidato.

Se o problema do seu funil de recrutamento encontra-se nesta etapa, você deve rever as perguntas que estão sendo realizadas. Elas estão trazendo as informações que você precisa para finalizar ou dar sequência ao seu funil? Porque se elas não estão te ajudando a conhecer o seu candidato, é provável que você não o passe para uma próxima etapa.

Além disso, pense em quem está realizando as entrevistas, essa pessoa possui as habilidades e conhecimentos necessários para exercer esta atividade?

Finalizando

Bom, as dicas acima tiveram o intuito de elucidar alguns dos diversos indicadores e detalhes que o recrutador deve-se atentar ao conduzir um processo seletivo. A Pwc, empresa em consultoria de negócios, afirma que menos de 30% dos CEOs consideram que recebam relatórios importantes referente a àrea de gestão de pessoas de sua empresa, e ao usar essa técnica, você terá uma série de indicadores menores dentro de cada etapa, para mensurar e avaliar o que funciona ou não, para que seja otimizado constantemente seu processo seletivo.

Construir um funil de recrutamento é simples, mas seus números e informações devem ser monitorados constantemente para que se obtenha resultados eficientes.

Trial: como entregar Wow para o cliente no primeiro contato

Comentários

comments

Próximo Post
Post Anterior
Esse Post Foi Escrito Por
Bruna Nóbrega

Intraempreendedora e apaixonada por pessoas. Atual People Care e Administrativo Financeiro da Conpass, empresa especialista em user onboarding e retenção de clientes em software. Está finalizando seu curso em Administração de Empresas na UFSC. Possui curso em Inbound Marketing e Técnico em Administração. É Cofundadora do F1rst Step, Instituição sem fins lucrativos que promove o empreendedorismo dentro da UFSC.