CASE: Como a Projuris reduziu em 30% o seu churn em 3 meses

CASE: Como a Projuris reduziu em 30% o seu churn em 3 meses

A Projuris reduziu em 30% seu churn em apenas 3 meses utilizando a solução de user onboarding da Conpass.

Nascida há 28 anos, a Projuris hoje com sede em Joinville (SC) e escritórios em SP, RJ, PR, MG, PE e BA foca seu atendimento em escritórios de advocacia e em departamentos jurídicos de médias e grandes empresas.

Como ajudamos a Loja Integrada a aumentar suas vendas em 60%

Atualmente com mais de 10 mil usuários, a ferramenta foi concebida, segundo Tiago Fachini, Gerente de Marketing, para auxiliar advogados a utilizar seu tempo de maneira mais inteligente, eficiente, estratégica e lucrativa. Para alcançar este objetivo, a plataforma tem como proposta de valor organizar rotinas jurídicas maçantes ou repetitivas de uma maneira mais simples e concentrá-las em um único local.

Assim como qualquer outra empresa, a ProJuris enfrentou dificuldades até se tornar referência em seu ramo. Superados os desafios até então, hoje, aponta Fachini, a barreira a ser superada é a transição para o modelo SaaS (Software como Serviço).

Em geral, qualquer migração é complexa e é necessário entender para onde a empresa quer ir ao fazer essa mudança e como será a receptividade dos usuários ao novo formato. É aqui que entra a CONPASS e a metodologia de user onboarding.

entendendo o usuário_conpass

Entendendo o usuário

Fachini comenta que a Projuris ONE, versão online do software jurídico, entrou no mercado há dois anos e com ele houve o crescimento na complexidade da plataforma e como consequência o aumento no volume de dúvidas dos usuários. Somando esses fatores às necessidades do mercado de melhorar a user experience (experiência do usuário); entender melhor o comportamento do usuário tornou-se um elemento central à Projuris.

Fachini conta que, a partir de então, foram traçadas e aplicadas estratégias com foco na experiência do usuário. Entre elas, a implantação, em janeiro de 2017, de um user onboarding (aplicado pela CONPASS) no software.

Em 4 meses utilizando a solução da CONPASS, os resultados são otimistas e demonstram o ROI (Retorno Sobre Investimento) na prática. Tiago destaca a redução de 30% no churn, a melhora na conversão em trial, no LTV (Life Time Value) e o impacto na utilização interna do software, pelos usuários, como os principais ganhos imediatos com o user onboarding.

reduzindo o churn_conpass

Redução do churn

O churn, talvez seja o principal fantasma das Startups, ou empresas que trabalham com o modelo SaaS, porém, em geral, nunca está só. Ele é sempre precedido por uma infinidade de obstáculos que são colocados, mesmo que inconscientemente, pelas empresas em seus softwares.

Ivan Biava, CEO da CONPASS, explica que um dos principais ruídos encontrados nos softwares e em sites de empresas são os muitos pontos de atenção e a complexidade dos softwares.

“É muito comum isso acontecer, porque a maioria das empresas oferecem ao usuário apenas a interface do produto. Porém, quando a pessoa entra no produto com a expectativa de entender se depara com uma interface nua e crua”, comenta ele.

Essa era uma das barreias encontradas no sistema da ProJuris, além dele, que limitava o engajamento de novos usuários no software, o churn caminhava de perto com a falta de priorização no roadmap e com a baixa conversão em trial.

A aplicação do user onboarding minimizou esses problemas e mesmo em fase de aprimoramento tem seu resultado refletido nas métricas e na satisfação dos usuários.

Fachini se diz otimista com o user onboarding e detalha a facilidade e confiabilidade do método desenvolvido pela CONPASS: “Sem qualquer investimento em desenvolvimento é possível ter, em instantes, uma ferramenta funcional e analítica de user onboarding“, finaliza ele.

 

reduza o churn

Comentários

comments

Próximo Post
Post Anterior
Esse Post Foi Escrito Por

Jornalista na CONPASS, roteirista e cineasta. Formado em jornalismo com pós graduação em cinema e mestrando em Literatura. Nas horas vagas lembro do vendaval que varreu Macondo e combato o crime em Gotham City. Acredito na teoria de que o jornalismo tem por missão educar e não apenas informar.