Como melhorar a experiência do usuário no site da sua empresa

Como melhorar a experiência do usuário no site da sua empresa

Você já deve ter acessado o site de uma marca, de uma loja que tanto gosta, e ter se decepcionado. Talvez tenha encontrado botões que não funcionavam, cores e fontes que não estimularam a leitura e, ainda, desperdiçado um bom tempo procurando por um produto que estava “escondido” na página.

Provavelmente isso aconteceu porque a Experiência do Usuário não foi levada em consideração no desenvolvimento do site. Hum, não sabe do que estamos falando? Tudo bem, a gente explica!

O termo Experiência do Usuário, também conhecido como UX Design e UX, vem do inglês, User Experience, e é muito utilizado por designers e desenvolvedores web. Ele tem a ver com usabilidade; com a interação do público em seu site.

O modo como as pessoas clicam, procuram por algo, ou até onde posicionam o mouse, pode influenciar na compra de um produto ou serviço oferecido por sua marca. Por isso o UX é tão importante e deve ser levado em consideração na construção de um site. Com ele é possível “antecipar” as ações do usuário e deixar a página mais intuitiva e atrativa.

Agora que você já sabe um pouco sobre o assunto, o que acha de descobrir como melhorar a experiência do usuário no site da sua empresa? Temos ótimas dicas para você. Confira:

1 – Para implementar o UX você precisa conhecer bem seu público

Como você pretende entender o comportamento de seus clientes se você não os conhece? Para “prever” como se dá a interação das pessoas com seu site é preciso pensar como elas – e, para isso, nada melhor do que fazer um estudo de persona.

Nesse estudo é possível identificar o que seus clientes (e potenciais) gostam; quais sites visitam constantemente; o que compram quando estão online; quanto tempo permanecem em uma mesma página; onde moram, o que comem, o que vestem; se têm animais de estimação, qual sua faixa etária – e muito mais.

Tendo esses elementos em mente fica mais fácil se colocar no lugar do usuário e pensar em suas ações dentro da página online. Se as suas personas utilizam muito mais o smartphone e outros dispositivos móveis, por exemplo, já sabe que seu site precisa ser responsivo e assim por diante.

2 – Crie um fluxograma do site de sua empresa

Talvez você não tenha percebido, mas seu site, assim como um vídeo institucional, assim como um texto publicado em um blog, conta uma história. Pensar no fluxo de informações visíveis em sua página online é importante para que seus clientes consigam ler essa sequência de elementos e entender a mensagem que você está passando.

Logo, pense em como se dará a conexão entre todas as páginas de seu site, também pense nos possíveis erros que podem acontecer durante a navegação e na mensagem que você deseja passar para o usuário – esse tipo de atividade ajuda a prever bugs, por exemplo.

Novamente: se seu site fosse uma história, qual seria o foco? O que seria importante contar?

Pense dessa forma e destaque os produtos mais relevantes e as informações que seu público-alvo deve saber ao acessar sua página – isso também faz parte da experiência do usuário.

 

3 – Fazer um rascunho do site pode melhorar a experiência do usuário

Quando escrevemos uma ideia no papel, fica muito mais fácil identificar o que deve ser modificado e melhorado. O mesmo vale para seu site.

Crie um wireframe, um rascunho simples e rápido, sem cores e detalhes, para definir onde ficarão as imagens, os textos, botões e o menu de sua página.

Perceba se a forma como você organizou os elementos no papel está coerente com a mensagem que deseja passar para seus clientes; pense nos possíveis caminhos que seu público usaria para chegar até determinado produto e veja se o fluxo de informações está adequado. Você verá na prática que o rascunho poupará tempo e evitará retrabalhos.

 

4 – Consistência visual também importa quando o assunto é UX design

Ao pensar no layout do seu site, defina o padrão de cores, botões, fontes, espaçamentos e afins. Também decida se você utilizará ilustrações, vetores ou fotos em sua página – pense sempre na mensagem que deseja passar e nas características de sua marca.

Padronizar esses elementos ajudará seu público a identificar sua empresa facilmente e a ter uma boa experiência dentro do site – já que tudo estará harmônico em sua página.

5 – Teste, teste e teste!

Depois que seu site for para o ar, não deixe de realizar testes. Você perceberá que sempre pode mudar algo e melhorar a experiência do cliente. Atualize-o constantemente, altere as cores (sempre levando em conta o padrão escolhido) e veja qual é a que dá mais resultado.

Altere a localização dos produtos, a posição dos botões e sempre acompanhe os resultados. Assim, cada vez mais você poderá proporcionar uma boa experiência para os usuários e obter sucesso.

Dicas rápidas e importantes:

– Não faça várias mudanças ao mesmo tempo;

– Use o Google Analytics para documentar os testes em sua página e verificar os resultados;

– Ferramentas como HotJar e CrazyEgg são ótimas para comparar e analisar a navegação em seu site;

– Em UX não existe certo, nem errado. Existe pesquisa e muitos testes!

 

Gostou do artigo? Quanto mais positiva for a interação das pessoas em seu site, maiores são as chances de conversão. Agora, que você já sabe o que é UX e a sua importância, esperamos que você coloque nossas dicas em prática e melhore a experiência dos usuários em sua página.

 

Sucesso! 🙂

Artigo escrito por Jhenifer Pollet, Analista de Conteúdo da HostGator Brasil

 

jornada do cliente

Comentários

comments

Próximo Post
Post Anterior
Esse Post Foi Escrito Por
HostGator

A HostGator Brasil é um dos principais provedores de hospedagem de sites e outros serviços relacionados à presença online do mundo. Fundada em outubro de 2002 nos Estados Unidos, a empresa conta há dez anos com um escritório no Brasil e tem forte atuação em países como Brasil, Estados Unidos, México, Índia, China, Rússia, Chile e Colômbia.